Por satélite, alunos criam soluções para sustentabilidade de Manaus

Publicado em: 31 Dez 1969
Por satélite, alunos criam soluções para sustentabilidade de Manaus

Estimulados pela Olimpíada Brasileira de Satélites, realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), os alunos do 1º ano do Ensino Médio criaram soluções para proteção das comunidades ribeirinhas e preservação do Rio Amazonas.

Para reforçar a segurança dos ribeirinhos, Emily Rebeca, Vitor Gabriel, Nicolas Coelho e Danilo criaram um sistema de comunicação entre as comunidades para agilizar o socorro em situações de emergência. Neste caso, o satélite é usado para estabelecer a comunicação radioamadora, reduzindo o tempo de atendimento e monitorando as necessidades dos moradores de regiões distantes ou completamente isoladas. 

Ana Caroline Silva, Bernardo Benzaquem, Julia Costa, Rayssa Pacchioni e Rafaela Gois concentraram a pesquisa no monitoramento de manchas de óleo no Rio Amazonas. O grupo usa dispositivos com sensoriamento remoto para monitorar a composição química da água ao longo do Rio. O satélite coleta informações e as envia para análise.

O Amazonas também tem a temperatura monitorada pelos estudantes do SESI. Os dados coletados, neste caso, servem para avaliar e prever cenários de mudanças de calor que possam provocar a morte e extinção de espécies. Entre as situações verificadas está o avanço do desmatamento, que tem impacto sobre a temperatura natural. 

Leia mais sobre o projeto. 

 

Nós respeitamos sua privacidade. Utilizamos cookies para coletar estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação. Saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi e Fechar